Bento XVI pede menos egoísmo

Na primeira cerimônia com os fiéis depois de anunciar a renúncia e a penúltima antes deixar o papado, Bento XVI convocou ontem a Igreja e todos os seus membros a se renovar.
Falando para uma multidão estimada em mais de 50 mil fiéis na Praça de São Pedro, no Vaticano, o papa pediu que todos rejeitem o orgulho e o egoísmo e se reorientem em direção a Deus. “O que implica uma luta, um combate espiritual, porque o espírito do mal quer nos desviar do caminho de Deus”, disse o papa.
Com voz firme e clara, Bento XVI também pediu aos fiéis que rezem por ele e pelo próximo papa e agradeceu “de coração” pelas orações e demonstrações de afeto dos últimos dias.
A cerimônia do Angelus dominical costuma atrair poucos fiéis, mas, diante do anúncio da renúncia, autoridades prepararam um esquema especial para atender uma multidão de pessoas.
“Queríamos desejar tudo de melhor para ele. É preciso muita coragem para aceitar a posição e muito mais ainda para sair”, disse Amy Champion, do País de Gales.
Entre os presentes para assistir ao Angelus estava o prefeito de Roma, Gianni Alemanno. Junto com uma comitiva da prefeitura, ele levou uma bandeira da Cidade Eterna, da qual Bento XVI é bispo.
Ontem foi a ocasião, segundo o porta-voz do Vaticano, o padre Federico Lombardi, na qual a cidade de Roma pôde homenagear aquele que é seu bispo desde 19 de abril de 2005, já que não está prevista uma audiência específica com as autoridades da capital italiana.
Após o Angelus, o papa se retirou para exercícios espirituais com a Cúria Romana, que terminarão no próximo sábado.
 
fonte: gazetadopovo.com.br
Share on Google Plus

Sobre o Setor de Comunicação