Jornada terá impacto de R$ 1,2 bi na economia brasileira


Rio de Janeiro (RV) – A Jornada Mundial da Juventude a ser realizada no Rio de Janeiro de 22 a 28 de julho, deverá movimentar um montante de R$ 1,2 bilhão. Segundo estimativas do Instituto Brasileiro de Turismo (EMBRATUR) divulgadas nesta quinta-feira, o impacto na economia será de R$ 659 milhões diretos e R$ 587 milhões indiretos. Alguns estudos afirmam que foram investidos cerca R$ 300 milhões em recursos públicos e privados no megaevento.

O impacto direto contabiliza gastos de turistas com hotéis, restaurantes e transporte, entre outros, enquanto o indireto diz respeito à produção, como fábrica de velas e de hóstias. O Presidente da EMBRATUR, Flávio Dino, explicou que “a jornada vai movimentar hotéis, restaurantes, mas também a fábrica de velas, a fábrica de hóstia e a fábrica de sabonete”.

De acordo com o estudo realizado, os jovens inscritos para participar da Jornada devem ficar sete dias no país, com um gasto médio diário de R$ 96,74, além de despesas com hospedagem. Segundo algumas pesquisas, o preço das tarifas no Rio de Janeiro em julho será 107% maior do que o cobrado em Madri, sede do evento em agosto de 2011.

Os organizadores acreditam que no período devem ser criados cerca de 20 mil empregos formais e informais.

A última Jornada Mundial da Juventude, realizada em Madri em 2011, movimentou cerca de R$ 1 bilhão na economia espanhola. (Rl-JE)
Share on Google Plus

Sobre o Setor de Comunicação