'Boom' de emissoras católicas na América Latina


Segundo estatísticas do Conselho Episcopal Latino Americano (CELAM), existem cerca de 3 mil rádios católicas na América Latina, não somente rádios tradicionais, mas também rádios online. Os países com maior número de rádios são Brasil, Argentina, Colômbia, Venezuela e Equador. 

Este ‘boom’ de emissoras católicas também é devido ao baixo custo de investimento e operação e está motivando cada vez mais a participação de leigos na operação e condução de programas.

Na Guatemala, um dos menores países da região, onde somente 10 entre 100 habitantes têm acesso à internet, existem 27 estações de rádio. O Uruguai é o país com o menor número de emissoras católicas, enquanto o Brasil ocupa a primeira posição.

As estações de rádio católicas tem uma programação muito diversificada, passando por programas de oração, adoração, reza do terço, entrevistas, músicas e catequeses. Existem programas voltados para diferentes faixas etárias, privilegiando crianças, jovens e idosos.

De fato, os Bispos reunidos em Aparecida em 2007 – cuja redação final do texto ficou a cargo do Cardeal Jorge Mario Bergoglio – reconheciam que na elaboração dos planos pastorais é necessário “favorecer a formação de um laicato capaz de atuar como verdadeiro sujeito eclesial e competente interlocutor entre a igreja e a sociedade e a sociedade e a igreja” e em segundo lugar, porém não menos importante, “otimizar o uso dos meio de comunicação católicos, tornando-os mais eficientes e atuantes, quer para a comunicação da fé, quer para o diálogo entre a Igreja e a sociedade”.

(CELAM – JE)
Share on Google Plus

Sobre o Setor de Comunicação