Papa Francisco envia carta para ex-presidente Lula - Bem Vindo !

Papa Francisco envia carta para ex-presidente Lula



O site de Luiz Inácio Lula da Silva divulgou nesta quarta-feira uma carta enviada pelo Papa Francisco ao ex-presidente do Brasil, que cumpre pena de oito anos e 10 meses de prisão em Curitiba (PR) após ser condenador por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.
Fontes de ACI Digital em Roma entraram em contato com a Secretária de Estado do Vaticano, a qual confirmou a autenticidade da missiva.
A carta assinada pelo Pontífice é datada de 3 de maio de 2019, como resposta a uma “atenciosa carta” de Lula recebida em 29 de março, na qual o ex-presidente do Brasil agradeceu ao Santo Padre por sua “contribuição para a defesa dos direitos dos mais pobres e desfavorecidos dessa nobre nação”.
Além disso, Francisco diz que na missiva recebida Lula lhe “confidenciava seu estado de ânimo e comunicava a sua avaliação sobre o atual contexto sócio-político brasileiro, o que me será de grande utilidade”.
O texto segue com menção à mensagem para o 52º Dia Mundial da Paz, na qual o Papa lembra ter assinalado que “a responsabilidade política constitui um desafio permanente para todos aqueles que recebem o mandato de servir a seu país, de proteger as pessoas que habitam nele e de trabalhar para criar as condições de um futuro digno e justo”.
“Tal como meus Antecessores, estou convencido de que a política pode tornar-se uma forma eminente de caridade, se for implementada no respeito fundamental pela vida, a liberdade e a dignidade das pessoas”, acrescenta.
Tendo sido redigida durante o Tempo Pascal, a carta assinala ainda que “nestes dias, estamos celebrando a Ressurreição do Senhor”. Nesse sentido, recorda que “o triunfo de Jesus Cristo sobre a morte é a esperança da humanidade”.
“A sua Páscoa, sua passagem da morte à vida, é também a nossa páscoa: graças a Ele, podemos passar da escuridão para a Luz; das escravidões deste mundo para a liberdade da Terra prometida; do pecado que nos separa de Deus e dos irmãos para a amizade que nos une a Ele; da incredulidade e do desespero para a alegria serena e profunda de quem acredita que, no final, o bem vencerá o mal, a verdade vencerá a mentira e a Salvação vencerá a condenação”, diz o texto.
Além disso, o Pontífice se refere ao falecimento de parentes do ex-presidente do Brasil, entre os quais “sua esposa Marisa Letícia, seu irmão Genival Inácio e, mais recentemente, seu neto Arthur de somente 7 anos”. Por isso, Francisco expressa sua “proximidade espiritual” e o encoraja “pedindo para não desanimar e continuar confiando em Deus”.
“Ao assegurar-lhe a minha oração a fim de que, neste tempo pascal de júbilo, a Luz de Cristo ressuscitado o cumule de esperança, peço-lhe que não deixe de rezar por mim”, conclui o Santo Padre.

Fonte: ACI Digital

Nenhum comentário:

Postar um comentário