A importancia do Domingo de Ramos

Para deixar claro a este povo que Ele não era um Messias temporal e político, um libertador efêmero, mas o grande Libertador do pecado, a raiz de todos os males, então, o Senhor entra na grande cidade, a Jerusalém dos patriarcas e dos reis sagrados, montado em um jumentinho; expressão da pequenez terrena. Ele não é um Rei deste mundo! Dessa forma, o Domingo de Ramos dá o início à Semana Santa, que mistura os gritos de hosanas com os clamores da Paixão de Cristo. O povo acolheu Jesus abanando seus ramos de oliveiras e palmeiras.

Esses ramos significam a vitória: “Hosana ao Filho de Davi: bendito seja o que vem em nome do Senhor, o Rei de Israel; hosana nas alturas”. Os ramos santos nos fazem lembrar que somos batizados, filhos de Deus, membros de Cristo, participantes da Igreja, defensores da fé católica, especialmente nestes tempos difíceis em que esta é desvalorizada e espezinhada. Os ramos sagrados que levamos para nossas casas, após a Missa, lembram-nos de que estamos unidos a Cristo na mesma luta pela salvação do mundo, a luta árdua contra o pecado, um caminho em direção ao Calvário, mas que chegará à Ressurreição.

O sentido da Procissão de Ramos é mostrar essa peregrinação sobre a terra que cada cristão realiza a caminho da vida eterna com Deus. Ela nos recorda que somos apenas peregrinos neste mundo tão passageiro, tão transitório, que se gasta tão rapidamente. E nos mostra que a nossa pátria não é neste mundo, mas sim na eternidade, que aqui nós vivemos apenas em um rápido exílio em demanda da casa do Pai. A Missa do Domingo de Ramos traz a narrativa de São Lucas sobre a Paixão de Nosso Senhor Jesus: Sua angústia mortal no Horto das Oliveiras, o Sangue vertido com o suor, o beijo traiçoeiro de Judas, a prisão, os maus-tratos causados pelas mãos do soldados na casa de Anãs, Caifás; Seu julgamento iníquo diante de Pilatos, depois, diante de Herodes, Sua condenação, o povo a vociferar “crucifica-o, crucifica-o”; as bofetadas, as humilhações, o caminho percorrido até o Calvário, a ajuda do Cirineu, o consolo das santas mulheres, o terrível madeiro da cruz, Seu diálogo com o bom ladrão, Sua morte e sepultura.

A entrada “solene” de Jesus em Jerusalém foi um prelúdio de Suas dores e humilhações. Aquela mesma multidão que O homenageou, motivada por Seus milagres, agora vira as costas a Ele e muitos pedem a Sua morte. Jesus, que conhecia o coração dos homens, não estava iludido. Quanta falsidade há nas atitudes de certas pessoas! Quantas lições nos deixam esse Domingo de Ramos! O Mestre nos ensina, com fatos e exemplos, que o Reino d’Ele, de fato, não é deste mundo. Que Ele não veio para derrubar César e Pilatos, mas veio para derrubar um inimigo muito pior e invisível: o pecado. E para isso é preciso se imolar; aceitar a Paixão, passar pela morte para destruir a morte; perder a vida para ganhá-la. A muitos o Senhor Jesus decepcionou; pensavam que Ele fosse escorraçar Pilatos e reimplantar o reinado de Davi e Salomão em Israel; mas Ele vem montado em um jumentinho frágil e pobre.

Muitos pensam: “Que Messias é este? Que libertador é este? É um farsante! É um enganador merece a cruz por nos ter iludido”. Talvez Judas tenha sido o grande decepcionado. O Domingo de Ramos ensina-nos que a luta de Cristo e da Igreja e, consequentemente, a nossa também, é a luta contra o pecado, a desobediência à Lei sagrada de Deus, que hoje é calcada aos pés até mesmo por muitos cristãos que preferem viver um Cristianismo “light”, adaptado aos seus gostos e interesses e segundo as suas conveniências. Impera, como disse Bento XVI, “a ditadura do relativismo”. O Domingo de Ramos nos ensina que seguir o Cristo é renunciar a nós mesmos, morrer na terra como o grão de trigo para poder dar fruto, enfrentar os dissabores e ofensas por causa do Evangelho do Senhor. Ele nos arranca das comodidades e das facilidades, para nos colocar diante d’Aquele que veio ao mundo para salvar este mundo.


Programação da Semana Santa em Almino Afonso



Podemos dizer que a Semana Santa é o grande retiro espiritual das comunidades eclesiais, convidando os cristãos a conversão e renovação da vida. Ela se inicia com o Domingo de Ramos e se estende até o domingo da Páscoa. É a semana mais importante do ano litúrgico, quando se celebram de modo especial os mistérios da paixão, morte e ressurreição  de Jesus Cristo.



Programação:

Dia: 29/03 - Domingo de Ramos:
18:30h - Procissão saindo da Câmara Municipal até a Igreja Matriz.
19h - Missa

Dia: 30/03 - Segunda Feira:
06h: Oração da manhã na Capela de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro - Estação
19h: Santa Missa na Capela de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, após a missa confissões.

Dia: 31/03 - Terça Feira:
06h: Santa Missa na Com. da Sagrada Família - Açude.
19h; Oficio das sete palavras na Igreja Matriz.

Dia: 01/04 - Quarta Feira:
06h: Santa Missa na Capela de Mãe Rainha - Barro Manoel Nascimento.
18h: Procissão do encontro:
O andor de Nossa Senhora das Dores sairá da Capela de Mãe Rainha e o andor do Bom Jesus dos Passos sairá da casa do senhor Renato na Avenida Anfrísio Belo.

Dia: 02/04 - Quinta Feira:
06h: Oração da Manhã na Igreja Matriz
19h: Celebração do Lava Pés, após a missa transladação e adoração ao Santíssimo Sacramento.

Dia: 03/04 - Sexta Feira:
05h: Via Sacra rumo ao Monte São José.
15h: Celebração da Santa Cruz e procissão com o Senhor Morto - Igreja Matriz.

Dia: 04/04 - Sábado:
08h30: Oração e preparação com a equipe de Liturgia e ministros extraordinários da Sagrado Comunhão.
21h: Vigília Pascal  - Igreja Matriz.

Dia: 05/04 - Domingo de Pascoa.
19h Santa Missa - Igreja Matriz
Logo após a missa confraternização.



Programação da festa em honra a São José 2015




PARÓQUIA DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS
FESTA DE SÃO JOSÉ
“DE 10 à 19 DE MARÇO DE 2015”
TEMA. Com São José queremos construir uma sociedade justa, fraterna e de paz



DIA 10/03 – TERÇA-FEIRA – MATRIZ- 19h – Missa Solene de Abertura dos Novenários  e 1ª Noite de Novena.
18h30 – Terço de São José
19h – Novena
NOITEIROS: Comunidades :São Francisco (Lucrécia), Santo Antônio dos Pobres(Rafael Godeiro), Carpinteiros da Paróquia do Sagrado coração de Jesus, Moradores e Devotos de São José.
Transmissão ao vivo pela Web Rádio e TV Boa Semente.

DIA 11/03 – QUARTA – FEIRA- MATRIZ
18h 30– Terço de São José
19h – Novena
NOITEIROS: Legião de Maria, Terço das Mulheres, Apostolado da Oração, Pastoral do Batismo.
Transmissão ao vivo pela Web Rádio Boa Semente

DIA 12/03 – QUINTA-FEIRA-MATRIZ
18h30 – Terço de São José
19h – Novena
NOITEIROS: RCC, Pastoral da Catequese, Pastoral do Dízimo, Secretarias Municipais.
Transmissão ao vivo pela Web Rádio Boa Semente
                                                        
DIA 13/03 – SEXTA-FEIRA-MATRIZ
18h30 – Terço de São José
19h – MISSA.
NOITEIROS: FM Educativa, Caern, Poder Judiciário, Conselho Tutelar, Policia Militar e Civil.
Transmissão ao vivo pela Web Rádio Boa Semente

DIA 14/03 – SÁBADO – NOVENA CAMPAL NA RUA SÃO JOSÉ.
18h30– Terço de São José
19h – MISSA
NOTEIROS: Comerciantes, Poder Execultivo, Noite da Juventude, Pastoral da Criança, Escolas Municipais e Estaduais.
21h – TRADICIONAL LEILÃO DE SÃO JOSÉ
Transmissão ao vivo pela Web Rádio Boa Semente

DIA 15/03 – DOMINGO -MATRIZ.
18h30 – Terço de São José
19h – MISSA
NOITEIROS: Agricultores. Sindicato Rural, Sindicato Municipal dos servidores Público, Web rádio e TV boa Semente, Blog da Paróquia.
Transmissão ao vivo pela Web Rádio e TV Boa Semente

DIA 16/03 – SEGUNDA-FEIRA – CAPELA NOSSA SRA DO PERPÉTUO SOCORRO
18h30 – Terço de São José
19H – Missa e novena
NOITEIROS: Comunidade Nossa Sra. do Perpétuo Socorro , Equipe de Liturgia (Coroinhas, Ministros Extraordinários da Comunhão).
Transmissão ao vivo pela Web Rádio Boa Semente (CANCELADO)

DIA 17/03 – TERÇA-FEIRA – CASA DA FAMÍLIA
18h30 – Terço de São José.
19h – MISSA
NOITEIROS: Comunidade da Sagrada Família, Infância Missionária, Poder Legislativo e Bairro Francisco Godeiro Carlos.
Transmissão ao vivo pela Web Rádio Boa Semente (CANCELADO)

DIA 18/03 – QUARTA-FEIRA – CAPELA DE MÃE RAINHA.
18h – Terço de São José
19h – MISSA
NOITEIROS: Comunidade Mãe Rainha, Movimento Mãe Rainha, Terço dos Homens Mãe Rainha e Bairro Maroca Carlos (IPE) Bairro Manoel Nascimento.
Transmissão ao vivo pela Web Rádio Boa Semente (CANCELADO)

DIA 19/03 – QUINTA-FEIRA – MISSA SOLENIDADE
06h30- Terço de São José
07h – Procissão para o Monte de São José.

08h – Missa Solene.
Transmissão ao vivo pela Web Rádio e TV Boa Semente

Quaresma 2015: Papa desafia Igreja à renovação

O Papa Francisco desafiou as comunidades católica a uma “renovação” que supere os riscos da indiferença face aos outros, uma proposta lançada na mensagem para a Quaresma 2015 que se inicia esta quarta-feira.
“O povo de Deus tem necessidade de renovação, para não cair na indiferença nem se fechar em si mesmo”, escreve, num texto divulgado pelo Vaticano.
Francisco propõe a “misericórdia” como antídoto para o que chama de “globalização da indiferença”, o que exige um “um coração forte e misericordioso, vigilante e generoso, que não se deixa fechar em si mesmo”.
“Dado que estamos interligados em Deus, podemos fazer algo mesmo pelos que estão longe, por aqueles que não poderíamos jamais, com as nossas simples forças, alcançar: rezamos com eles e por eles a Deus, para que todos nos abramos à sua obra de salvação”, assinala.
Neste contexto, o Papa convida todas as dioceses do mundo a promover a iniciativa ‘24 horas para o Senhor’, que este ano decorre em Roma entre os dias 13 e 14 de março, para “dar expressão a esta necessidade da oração”.
“Não subestimemos a força da oração de muitos”, observa.
As ‘24 horas para o Senhor’ são promovidas pelo Conselho Pontifício para a Nova Evangelização e incluem momentos de oração, confissões, anúncio do Evangelho e vigílias e, igrejas no centro de Roma.
O Papa sublinha que a Igreja tem de “ultrapassar as fronteiras”, ao encontro do próximo, para “superar tantas formas de indiferença e dureza de coração”.
“Cada comunidade cristã é chamada a atravessar o limiar que a põe em relação com a sociedade circundante, com os pobres e com os incrédulos. A Igreja é, por sua natureza, missionária, não fechada em si mesma, mas enviada a todos os homens”, aponta.
A Quaresma que se inicia com a celebração de Cinzas (18 de fevereiro, em 2015), é um período de 40 dias, excetuando os domingos, marcado por apelos ao jejum, partilha e penitência, que serve de preparação para a Páscoa, a principal festa do calendário cristão.